News

INFORMATIVO – GIANT CARGO – NOTÍCIAS DE SANTOS

Uso de máscaras será obrigatório

Duzentas mil máscaras, compradas pelo Fundo Social de Solidariedade de Santos de confecções que funcionam na Cidade, protegerão os munícipes contra a covid-19 a partir desta terça-feira (28). A Prefeitura inicia a entrega desses materiais, feitos em tecido TNT, aos munícipes que forem atendidos nas policlínicas, em especial as pessoas com mais vulnerabilidade social e que não estiverem protegidas com máscaras.

Neste primeiro lote, o Fundo Social de Solidariedade encaminhará 50 mil unidades nesta segunda-feira às policlínicas da Cidade. Cada policlínica receberá de 1.000 a 2.000 máscaras (de acordo com a quantidade de atendimentos realizada) e será reabastecida de acordo com a necessidade. “O uso de máscaras visa garantir a segurança das pessoas, pois diminui o risco de transmissão do vírus”, destaca o prefeito Paulo Alexandre Barbosa.

 

Uso de máscaras será obrigatório a partir de 1º de maio

uso de máscaras faciais não profissionais em espaços públicos e estabelecimentos comerciais de Santos será obrigatório a partir de 1º de maio como mais uma forma de contenção do novo coronavírus. As multas por descumprimento foram estabelecidas em R$ 100 para pessoa física e R$ 3 mil para empresas, com valores dobrados em caso de reincidência. O valor recolhido será usado na compra e distribuição do acessório de proteção para pessoas em situação de vulnerabilidade.

A medida vale para ruas, avenidas e praças, conforme está no Decreto 8.944, publicado nesta sexta-feira (24) no Diário Oficial, determinando também a obrigatoriedade da máscara nos transportes públicos e individuais e nos terrenos e edifícios onde funcionam serviços do Município.

Já os estabelecimentos comerciais – apenas aqueles autorizados a funcionar –, além de exigirem (podendo fornecer) o uso do acessório por funcionários e clientes, terão de afixar em local de fácil visualização o informe sobre a nova obrigatoriedade.

O decreto também estabelece que as empresas contratadas pela Prefeitura para execução de obras e serviços deverão zelar pela segurança dos funcionários, reforçando a limpeza das áreas de trabalho e disponibilizando máscaras, álcool em gel e luvas.

Outra regra será a observação da distância de dois metros entre cada trabalhador. A fiscalização das medidas ficará a cargo da Secretaria de Finanças (Sefin) no caso das atividades empresariais e da Guarda Civil Municipal nas demais situações. Denúncias poderão ser feitas pelo telefone 153 ou pela Ouvidoria Digital.

Fonte: Prefeitura de Santos

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *